Quinta-feira, 25 de Setembro de 2014

Stressada, eu?

Muito. Sempre fui assim e vivo o futuro mais depressa do que ás vezes vivo o presente. Tenho mudado um pouco nos ultimos anos e dou muitas vezes por mim a dizer, que no momento certo, depois ou no dia seguinte, penso e faço o que achar melhor. Sinto que aos poucos vou contornando a ansiedade, mas há momentos de tal pressão que me esmagam e afligem.  Depois digo, que se sempre fui assim, dificilmente hei-de mudar. Mas tento. Todos os dias tento,  mas continuo a ser uma fraca,  stressada até aos ossos. Ainda ontem no meio do trânsito,  depois de um dia de trabalho frutuoso, felizmente, que muitos não o são,  fiquei completamente presa no fim do dia. Com a bateria do telemóvel no limite,  atrasada para ir buscar a mais nova ao ATL,  e tanto eu como o pai, completamente parados, no trânsito, em pontos distintos. Achei que me podia encharcar de água, cheia de sedeque estava, que afinal a viagem para casa,  supostamente seria rápida. A mais nova ficou uma hora sozinha no ATL, já depois da hora e uma dor na bexiga que até me fez chorar. As dores tomaram conta de mim e quando saí do carro,  mal me mexia.  E depois acham que o stress é desnecessário,  que é tudo da nossa cabeça.  Como se os horários não existissem para ser cumpridos. Como se o tempo chegasse para tantas e tantas tarefas diárias. E não me venham com a conversa fiada da gestão de tempo e o diabo a quatro.  A não ser que venham cá casa dar banho aos miúdos, preparar-lhes o jantar, já agora o meu almoço para o dia seguinte, deita-los com calma, passar a ferro e limpar.  As compras, deixem pra lá,  que eu faço-as no sábado ou até no domingo de manhã.   Não se incomodem.   
publicado por susana às 13:18
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 22 de Setembro de 2014

Sono reparador, ou não

Ontem deitei-me com as galinhas. Logo depois dos meninos se terem também deitado, contra vontade, claro.   Supostamente devo ter dormido umas 9 horas, com uma passagem apenas pela casa de banho, que a bexiga já não aguentava mais. Era suposto ter acordado bem disposta e com um sorriso firme. Mas não.  Levantei-me contra vontade, carregada de má disposição e sem paciência.  Sério,  cansada de mim,  mais de mim, que do resto. Já me chateei e gritei com os miudos. Há que dar a volta por cima, mas se o dia corre para o torto,  pouco se salva. É que até para mim é preciso paciência.  Não é fácil aturam-me a mim própria.
publicado por susana às 08:39
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 18 de Setembro de 2014

Meia maratona do Porto

IMG_205993030722516.jpeg

IMG_154630522409751.jpeg

IMG_154606735060948.jpeg

IMG_154593564518275.jpeg

IMG_154562920107053.jpeg

IMG_153457312593358.jpeg

IMG_153439640204558.jpeg


Correu bem, se vos disser que cortei a meta.  Correu bem se não falar de mim, mas do apoio que tive, mesmo antes da prova começar.   Ao longo de todo o percurso só pensava em terminar.  Desistir não me passou sequer pela cabeça,  até porque os meus filhos estavam com o pai, de olhos postos na meta. Eu tinha que aparecer,  demorasse o tempo que demorasse. Os ultimos quatro quilometros foram tortuosos.  Já no final, as dores no corpo só me permitiram caminhar, e o grau de dificuldade foi sempre aumentanto. A um quilometro do fim, sem pensar em desistir, achei que não conseguiria. Por isso, mais uma vez digo, que correu bem porque os que estavam de fora ajudaram e a força daqueles que me apoiaram, levaram-me à meta.  Essas pessoas são grandes. Será que têm consciência do impacto que provocam nos atletas?  É brutal. Foi brutal. Só tenho duas palavras para elas: obrigada e grata. 
publicado por susana às 09:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

E é isto: Bom dia

20140918_073936.jpg


Quw seja um bom presságio! 
publicado por susana às 08:50
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 14 de Setembro de 2014

Meia maratona do Porto

No domingo passado por esta hora,  já eu estava a chegar ao freixo, para treinar.  Chuva torrencial, com treino bom, que eu adoro correr com chuva. Hoje voltei a acordar antes do despertador e tenho o estômago embrulhado. Aliás, ontem andei todo o dia assim. Fico tão nervosa, que não consigo explicar. A excitação até se compreende, mas o nervosismo era escusado.  Para mim as provas, são quase como treinos.  Mas existe sempre aquela pontinha de competição, apenas comigo.  Posso sempre melhorar o tempo da prova anterior. Digo-me a mim mesma. Mas não é isso, é ter receio de me sentir mal,  não saber o que fazer e ser a última.  Penso muitas vezes nisso. E não gostava de chegar em último. E não,  não sou gananciosa, e não tenho mau perder.   Na corrida é assim mesmo, há vencedores, somos todos, não tem que haver vencidos, e falo a nível de amadorismo apenas, que é o meu caso, mas ser enxutada pelo carro vassoura,  não me apetecia nada.... só isso! Depois no dia, há sempre um percalço qualquer,  dói isto ou aquilo. E a vontade de ir à casa  de banho 564 vezes antes? E não ter nenhuma por perto? E os alfinetes? E o protetor solar? E o pequeno almoço especial? E? E? E? E se nos atrasamos. E se... mais não sei o quê??  A ansiedade da partida. Esse bicho papão!  No fim costuma ser sempre bom.  O relaxe total. A satisfação. A felicidade! Muitas vezes, penoso, mas bom, tão bom terminar. E quem me compreende, decerto já correu.
publicado por susana às 07:11
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 13 de Setembro de 2014

Coisas que a minha filha disse

- Um dia caso com corneto de limão!   E depois como-o!!!!!
publicado por susana às 19:48
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 9 de Setembro de 2014

Rotinas

Por aqui já começamos o regresso às nossas rotinas. Aliás estamos a tentar, mas está a ser penoso para todos.  Nem nós,  adultos escapamos.  inda me belisco, a tentar perceber se já é mesmo altura de regressos e mudanças.  É mesmo. E estou tão cansada que espero que uma força qualquer da natureza me dê um empurrão. 
publicado por susana às 09:01
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 7 de Setembro de 2014

Treino matinal

IMG_20140907_122918-3.jpg


O despertador deu sinal. Eram 6h15. Já tinha chovido bastante durante a noite, mas entretanto abrandou. A manhã estava abafada, não senti qualquer frio quando comecei a correr.  Apartir daí nunca mais parou de chover e foi caindo cada vez com mais intensidade.  Tanta água na estrada. Às páginas tantas já nem valia a pena fintar as poças de água.  Os carros, por várias vezes, deram-nos cada banhada! Nem os pescadores sorriam e eu achava piada ao olhar reprovador deles. Só os outros, aqueles com o mesmo propósito que nós, estavam felizes.  Caramba, é bom correr com chuva. Se calhar não precisava de ter caído tanta, ainda assim nunca nos passou pela cabeça desistir. Correr é bom. Com chuva também.     
publicado por susana às 20:33
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 6 de Setembro de 2014

Coça da pesada

O treino de ontem deixou-me exausta. Há sempre quem não desista de nós e abranda o ritmo se for precido. Um percurso nada plano e as subidas mataram-me. Quase 12 quilómetros sem paragem, apenas com uns simples acenos com a cabeça ou de quando em vez, um sorriso.  Não consigo manter conversa durante a corrida.  Não sei se alguma vez conseguirei. Não sei se foi pelo que comi antes, se pelo esforço do treino, no final acho que até estava enjoada. Os alongamentos foram top e ajudaram e muito, na recuperação. A sensação que fica é fantástica. O que sobra do treino é puro prazer!
publicado por susana às 07:49
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 5 de Setembro de 2014

Dois irmãos

20140905_173213.jpg

20140905_173156.jpg

20140905_173011.jpg
Uma tarde fantástica. Os dois divertiram-se imenso.  Nem sempre é assim, grande parte das vezes nao é assim. Quem tem mais do que um filho, sabe o quanto pode ser desesperante lidar com as birras, com as zangas, o mau comportamento,  o mau perder, o ciúme e tudo, tudo, só poque sim. Às vezes só prla provocação e chamada de atenção.  A mais nova é muito mimalha, o mais velho, é super protetor. Ontem não desgrudaram um do outro. E num momento reclamava atenção, no outro, já o irmão só tinha olhos para ela. Têm vontade de se partilharem, como tantas vezes a distância também acaba por lhes fazer bem. Grande parte desta necessidade, é posta em prática na casa dos avós, que chegam a lá estar à vez. Hoje um, amanha o outro.  É o comando da televisão,  é o canto preferido do sofá,  é o programa predileto, é o silêncio, é o reclamar de atenção não dividida e é o estar só,  sem irmãos.  Tudo na medida que se pretende ser a mais acertada.  Até nós, pais, descansamos. E muito. Tantas vezes fico grata porque deixei um deles em casa dos avós.  Os últimos meses foram um retrato disso mesmo. Ontem foi tudo a dois, quase tudo. E o coração enche-se-me de orgulho. Dois irmãos em tudo, tão diferentes,  únicos e especiais.
publicado por susana às 20:51
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. É possivel

. Pequenos almoços saboroso...

. Palavras da minha infânci...

. Com o pensamento nas féri...

. O nascimento da M

. Devias de ter vergonha!

. Dos profissionais que faz...

. Tanto quilómetro em 2015

. Pedras no caminho

. São Silvestre 2015

.arquivos

. Novembro 2016

. Agosto 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds