Terça-feira, 27 de Agosto de 2013

O meu coração, a minha praia!

fotografia 1.JPG

fotografia 2.JPG

fotografia 3.JPG

fotografia 4.JPG

publicado por susana às 20:02
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 2 de Setembro de 2011

Do que o mar dá

fotografia.JPG

E sabemos que estamos a comer sempre peixe fresquinho. Hoje temos camarões!
tags: , ,
publicado por susana às 20:20
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 29 de Novembro de 2010

O pescador

Qualquer profissão merece o meu respeito, qualquer uma, mas há aquelas profissões que por razões diversas, ou porque são mais arriscadas, ou de cariz humanitário, ou perigosas, duras, merecem um respeito de dimensões superiores, confesso.

A pesca é uma delas.

O meu pai é pescador, é um homem muito trabalhador e não conheço, com toda a franqueza, nenhum que se lhe compare.

Um homem reservado, de poucas falas, muito observador, simpático e educado.

Quando sente que o ouvem, transforma-se e torna-se num contador de histórias na primeira pessoa.

Não sou suspeita, porque quem o conhece sabe que trabalha de sol a sol, com paixão e devoção.

A pesca é uma herança, que passou de geração para geração e claro que o meu pai seguiu as pisadas do meu avô Luís e onde está, quando o vê, orgulha-se imensamente do filho, eu sei.

Amar o mar é amar a própria vida e ele ama o mar.

Um homem extraordinário e lutador de que me orgulho muito.

A pele áspera das mãos calejadas pelas redes, a face queimada do sol e gretada pelo vento frio.

E o mar que dá também tira.

O mar que põe o pão na mesa, também mata e destrói.

“A Flor da Aguda”, como foi baptizado e como é conhecido, hoje apoquentou a alma do meu pai e depois de ter sido engolido pelas águas, conseguiu ser resgatado,  puxado pelo guincho e a ajuda preciosa dos outros pescadores.

O mar que dá o sustento também dá a fome, também atraiçoa.

Depois de ancorado na areia, não tiveram mãos a medir, para devolverem ao mar a água que o fez afundar-se.

De baldes na mão, foram tirando toda a água que conseguiam no menor espaço de tempo possível.

Todos ajudaram e numa altura destas, todos se unem e o pescador não fica só.

Completamente encharcados numa noite tão fria como esta.

O prejuízo há-de ser grande, que se perderam as redes, o alador não funciona assim como um dos motores.

Outros utensílios e apetrechos ficaram perdidos no fundo do mar.

O mar que dá também tira e hoje tirou-nos muito.

Dias virão, sem faina, sem ganha pão, enquanto tudo não estiver operacional.

O camarão vai ter que esperar.

O meu pai está bem, que não vive de braços cruzados e só há-de descansar quando o barco regressar ao mar.  

Será quando Deus quiser.

tags: , , ,
publicado por susana às 21:59
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 1 de Setembro de 2010

O pescador

foto.jpg

Olha para o mar, como quem olha a própria casa.

Fixa o horizonte, como se soubesse o que está para lá daquela linha que os nossos olhos conseguem ver.

O mar é a sua história, feita de tantos capítulos e enredos.

Lembranças que jamais se irão apagar, outras recordações malditas, não se escapam da memória, que marcas profundas deixaram.

Sustos e provações.

Aflições., numa maresia desconcertante de ondas gigantes e fantasmas à solta.

Noites em branco, dias negros e sombras tenebrosas num turbilhão de emoções, longe de tudo e perto do mar.

Quase sempre assim.

É amor, é devoção, é mais do que isso, é paixão, é a própria vida!  

publicado por susana às 23:15
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 24 de Agosto de 2010

Quinto poema do pescador

 

 

 

Eu não sei de oração se não perguntas
ou silêncios ou gestos de ficar
de noite frente ao mar não de mãos juntas
mas a pescar.
Não pesco só nas águas mas nos céus
e a minha pesca é quase uma oração
porque dou graças sem saber se Deus
é sim ou não.
Manuel Alegre
publicado por susana às 22:35
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 4 de Agosto de 2010

O barco do Avô

foto.jpg
Apesar do vento...., das famosas nortadas, aqui do norte, claro está, nada impede a diversão.

O vento é frio e forte, mas ontem a lestada surpreendeu-nos!

Uma manhã de excepção. Muito calor e muitas brincadeiras, sem horários, sem pressas, sem rotinas.

O T. anda extasiado com as lides da pesca e tem ajudado o avô, que deixa transparecer um orgulho e uma felicidade tal, que lhe têm arrancado mais sorrisos e palavras, do que o habitual.

Que o meu pai é um homem extremamente trabalhador e adora o que faz.

De poucas palavras, passa horas infinitas num emaranhado de redes.

Ama a pesca, nutre pela arte uma paixão indescritível.

publicado por susana às 18:54
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. O meu coração, a minha pr...

. Do que o mar dá

. O pescador

. O pescador

. Quinto poema do pescador

. O barco do Avô

.arquivos

. Novembro 2016

. Agosto 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds