Sexta-feira, 23 de Abril de 2010

Gostos não se discutem, ou discutem?

São duma crueldade alguns comentários que se ouvem ou lêem, a respeito de gostos e interesses.

E tal, desces-te na minha consideração, nunca pensei que gostasses disso, que nojo e não sei quê, que falta de gosto e assim e ao sol.

Pode ser um ponto de partida para troca de experiencias, mas a tolerância deve sobressair.

E perde-se todo o mérito, assim de um momento para o outro, por causa de um estilo musical, por gostar de uma cor que não está na moda, por assumir que dorme com um peluche, por confidenciar que chora baba e ranho a ver um filme romântico, porque gosta de comer coiratos, usar all stars, eu sei lá mais o quê e o diabo a quatro!

Ou se gosta ou não se gosta e ás vezes até se aprende a gostar, prontos, sim prontoos.

E quando não se gosta, põe-se na beira do prato, tá?

Enxovalhar e censurar, apenas reprime e cala a voz daqueles que gostam de partilhar os seus gostos e interesses.

E mais não digo.

publicado por susana às 20:59
link do post | favorito

E agora? Ups...

Há realmente coisas difíceis e constrangedoras de abordar com uma criança de 8 anos.

As polémicas da igreja, os abusos sexuais e a pedofilia são exemplo disso e no jornal da noite, de quarta-feira, fomos confrontados com noticiais e imagens de tal forma hediondas que prenderam o T. ao ecrã.

Perguntei-lhe se sabia o que queria dizer pedofilia ao que respondeu que não, ao mesmo tempo em que as suas faces coraram, pelo pouco à vontade com que ficou, com a minha pergunta tão directa.

A questão da pedofilia afecta toda a família e não deve de toda ser ignorada e deve ser discutida em casa.

Não aprofundando demasiado, disse-lhe que nunca deve aceitar qualquer tipo de presentes de adultos "sem antes perguntar ao pai ou à mãe", presentes que muitas vezes são guloseimas ou até dinheiro.

Que não deveria ter medo ou vergonha de falar connosco ou perguntar-nos o que quer que fosse quando tivesse alguma dúvida e que falasse sem receios de comportamentos nada habituais, no dia a dia, por parte de alguém, tais como abraços, carinhos ou beijinhos.

A conversa ficou por ali, não nos alongamos mais, mas confesso que fiquei a matutar nas minhas palavras e se fui explicita na minha resposta. Que muitos mais momentos destes vão ocorrer e há que estar devidamente prevenida para uma resposta adaptada à sua tenra idade e ontem num momento de publicidade apercebi-me que não estava efectivamente preparada para outra questão, a ejaculação.

Valha-me Deus, então à hora do jantar a falar de ejaculação precoce na televisão?

Também não era necessário chamar a atenção para aquele assunto aquelas horas, podiam ao menos aguardar por uma hora mais tardia para passar o anúncio na televisão.

E que o assunto é sério, é, que pode afectar um casal, pode, que não deve ser ignorado, não, mas havia necessidade de ter passado aquela hora? Em que supostamente andam as criancinhas pela casa ou sentadas à mesa em família.

Valeu-nos o facto de ser um anúncio tão curto e ter passado de imediato para um outro, que sinceramente nem me lembro sequer qual foi, tal foi a minha atrapalhação naquele momento.

OK, não devemos ignorar os assuntos e fazer de conta que não existem.

Não devem existir tabus, é certo, mas nem todos os momentos são oportunos, pois não?

tags:
publicado por susana às 10:08
link do post | favorito
Quinta-feira, 22 de Abril de 2010

ROTINAS

Sou defensora das rotinas e depois de implementadas não abdico delas, em benefício da educação dos meus filhos.

São extremamente importantes ao longo de todo o percurso de desenvolvimento de uma criança.

Os hábitos continuados fomentam a interacção deles connosco, proporcionam continuidade e estabilidade nas relações, que são características essenciais para um crescimento saudável.

As rotinas previsíveis, instituídas em casa permitem acompanhar, regular e ajustar comportamentos menos próprios e estimular e premiar as boas condutas.

O momento da refeição é sinónimo disso mesmo.

Detectamos e acompanhamos progressos ou regressões, que também existem, permitindo actuar no momento certo e articular com a escola ou com o mundo que está para além da nossa porta.

As rotinas não têm que ser obrigatoriamente penosas e não são.

Promovem o diálogo, estreitam o relacionamento com os nossos filhos e os laços vão ficando cada vez mais apertados.

Fluem conversas e divaga-se.

Ensinamos e aprendemos com eles.

Até mesmo as notícias fresquinhas que nos chegam pela televisão, ajudam a contextualizá-los no mundo em que vivemos, pelas informações, pelas novidades, pelo estado do tempo, pelo minuto verde e até pela publicidade.

È aqui que entra a outra rotina, a que gostam menos, mas igualmente necessária. Enquanto preparo os pequenos-almoços, os meninos ligam a televisão e quando me sento, já sabem que a temos que desligar.

Depois existem os fins-de-semana, em que podemos ir além das rotinas, quebrando-as, que ás vezes sabe bem e é preciso.

Enquanto o sábado não chega, é assim lá em casa.

tags:
publicado por susana às 14:51
link do post | favorito

Dia do amor

- Mãe, sabes o que eu gostava mesmo, mesmo?

- O que era?

- Que já fosse segunda-feira.

- Ainda falta tanto, primeiro vem o fim-de-semana (e não sabe que vamos a
Braga a casa de uns amigos que adora)!

- Pois, mas na segunda-feira é Dia do Amor!!!!!
publicado por susana às 09:54
link do post | favorito

ABBA

.jpg


Quem não se lembra deles?

Fabulosos, não?

Há canções que me tocam mais que outras, como MAMMA MIA, ou MONEY, MONEY,
MONEY, ou THE WINNER TAKES IT ALL ou I DON´T WANNA TALK, são muitas, já para
não dizer todas.

MAMA MIA é a preferida do T.

Já dançou em público, numa festa da escola e é vê-lo esbracejar e abanar o
capacete quando ouve a música.

Nunca mais esqueceu e passou a maluqueira para a irmã, que também já vai
cantarolando, em inglês. Lol
publicado por susana às 09:51
link do post | favorito
Quarta-feira, 21 de Abril de 2010

E não é que está a chover?

         

  

Um pormenor sem a mínima importância.

Está a chover, quem diria, com direito a relâmpagos e trovões!

Não faz por menos!

Viva o luxo. 

Já se deslumbra uma noite nada pacifica.

 

 

publicado por susana às 22:39
link do post | comentar | favorito

Jogar à bola na rua

E os momentos que antecederam o jantar foram passados na rua.

Apesar da hora avançada, a claridade induz em erro e resmungam sempre que os chamo para jantar quando ainda não está escuro.

Deixei-o brincar na rua com a bola, tal como me pediu.

A nossa rua é muito sossegada, o que me deixa tranquila, quando vai jogar à bola ou andar de bicicleta.

Teve que sair à socapa, para a mais nova não o ver, o que me obriga a desdobrar em desculpas para justificar a ausência do mano.

Volta e meia leva a bola para a escola, dentro de um saco, juntamente com as sapatilhas velhas e no intervalo joga com os amigos.

No final do jantar, ainda viu um pouquinho de televisão, depois de pedir, muito, muito, isto porque não é habitual liga-la à noite, durante a semana.

De segunda a sexta a rotina está instalada e os hábitos repetem-se religiosamente. Deitar cedo, cedinho.

Hoje foi diferente.

 

                                     

                      

 

 

 

 

tags:
publicado por susana às 22:09
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 20 de Abril de 2010

A mãe só quer que sejam felizes

 

       

 

       

 

       

 

A mãe só quer que sejam felizes.

Que aprendam a ser humildes.

Que sejam respeitadores e educados.

A mãe só quer que sejam felizes.

Que levem a vida a sorrir.

Que sigam pelo caminho certo, mesmo que mais longo.

A mãe só quer que sejam felizes.

Que sejam responsáveis e lutadores.

Que os vossos corações estejam sempre juntos

quando a distância vos separar.

Sempre os melhores amigos,

lembrem-se das palavras da mãe.

 

 

 

 

tags:
publicado por susana às 23:17
link do post | comentar | favorito

Outra vez a chover

Não dá para acreditar.

As rabanadas de vento abanam bastante as janelas e está a chover torrencialmente.

Já não há pachorra para tanta chuva.

 

publicado por susana às 23:03
link do post | comentar | favorito

Pão de mistura

Direitinho para o lixo.

E metesse-me cada ideia na cabeça, arre....

Achei que me ia fazer bem cozinhar , inventar qualquer coisa, só para desanuviar e vai daí pensei em fazer pão.

Isto de regresso a casa, antes de ir buscar os meninos.

Tão depressa pensei que quando dei por mim já estava na padaria a comprar fermento.

Já estava a pensar no cheirinho maravilhoso que ia ficar na cozinha, para não falar do pão com manteiga, com que me ia consolar.

Decidi-me pelo livro que o meu irmão ofereceu ao maridão nos anos e para me estrear, tinha que ter ficado uma bela porcaria.

A massa levedou o tempo aconselhado mas não cresceu e os pães ficaram exactamente do mesmo tamanho com que entraram no forno.

 

 

 

 

 

 

Aconteceu algo semelhante em Março, quando fui passar o fim de semana a casa de uma amiga, o bolo pegou literalmente na forma e foi todo para o lixo. 

Nesse dia, nem os bolinhos de côco que fiz, para que nem tudo ficasse perdido, escaparam. Pareciam pedras autênticas.

  

 

publicado por susana às 22:33
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

.posts recentes

. 2019 a terminar!

. Caminhos

. Insónias

. Saudades e pipocas

. Girassóis

. Sunset

. Exercitar a mente

. Contemplação

. Taxa de álcool no sangue!...

. Vou ou não?

.arquivos

. Dezembro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2016

. Agosto 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub