Sexta-feira, 5 de Novembro de 2010

O que se lê por aqui

Uma longa viagem, por sinal.

Ainda estou em Itália, a aprender a língua, a saborear os prazeres da comida italiana, a reconciliar-me comigo mesma, a encontrar-me.

Depois de um divórcio tão doloroso parti à descoberta de outras partes de mim.

Não fugi, fui ao teu encontro.

 

tags: ,
publicado por susana às 13:40
link do post | comentar | favorito

Tão diferentes

Quando olho para a minha pipoca, muito gaiteira, desenrascada, revejo-me nela quando era pequena.

Encontro algumas semelhanças de comportamento, que se me referir aos traços físicos, esses são bem mais, que as medidas de austeridade deste governo, mais aquelas que ainda estão para vir e nós não sabemos.

Tem, no entanto uma personalidade muito mais vincada, que eu era muito tímida e aqui entra o mais velho, que herdou de mim esta característica.

Mais pacato, mais saudoso, mais carinhoso e muito mais ponderado.

Não é tão desenrascado como a irmã, muito mais envergonhado e comedido.

Um destes dias fomos tomar um café e pedi-lhe que levasse o jornal para a nossa mesa enquanto esperei, ao balcão, que me servissem.

Ele sentou-se e quando limparam a nossa mesa, retiraram o jornal e ele limitou-se a olhar com cara de caso, sem proferir uma palavra.

Com a boca aberta e uma expressão singular, como que a querer dizer, "Oiça lá, esse jornal é para a minha mãe!" e eu com uma vontade enorme de me rir!

Se fosse a mais nova, a atitude teria sido outra, que é mais despachada e sem papas na língua.

Armava a tenda mesmo ali, que ela é assim!

Herdou da mãe!

Fazer o quê???

tags:
publicado por susana às 13:30
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 4 de Novembro de 2010

Prova superada

foto.jpg
Óptimos!

Consistência perfeita!

publicado por susana às 19:34
link do post | comentar | favorito

Um bebé em casa

É tão bom ter um bebé em casa!

Há muito que não tínhamos em casa um bebé assim tão pequenino!

Faz as delícias de pequenos e graúdos e quando nos apercebemos, estamos todos à sua volta, de olhos abotoados, com um sorriso nos lábios, em pleno modo de culto, a disputar com os presentes a vez de o poder segurar ao colo.

E o bebé dorme sossegado, tranquilo.

E vêm outros tempos há memória, os nossos tempos, as nossas barrigas, as nossas gravidezes, os nossos bebés, que também já foram assim, lindos, tão pequeninos.

A vontade de os abrigar contra o nosso peito e de lhes sentir o cheiro da pele, embarga-nos a voz e o coração fica acelerado.

Recordações e lembranças ao rubro.

A melancolia maravilha-nos o espírito e quando ainda sentimos que gostávamos de voltar àquele estado, a saudade confere-nos um impulso e uma vontade ainda maior, de concretizar um momento assim.

 

publicado por susana às 13:30
link do post | comentar | favorito

É só rir

- Hoje estou mesmo fixe! Disse, o mais velho.

- Ai sim, então porquê?

- Porque tenho gel no cabelo, óculos de sol e o cinto das cores!

- Muito bem e o que é ser fixe?

- Ser fixe é ser popular!!!!

- Pois...

 

Não fossem as enormes riscadelas nas lentes dos óculos e o cinto pindérico de que falava, era bem capaz de estar muito fixe, mas isto sou eu a falar, que a eles, aos populares da escola, interessam outros pormenores.

Quase que me desmanchava a rir!  

tags:
publicado por susana às 08:21
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 3 de Novembro de 2010

Iogurtes caseiros

Seria óptimo se funcionasse e melhor ainda, se todos gostassem do resultado final!

Em tempos experimentei a receita dos iogurtes líquidos mas a coisa não correu bem, confesso.

Praticamente foi tudo para o lixo, que eu própria fiz um esforço para os beber e aquilo custava um bocado.

Estes, naturais açucarados, a pender para o estado líquido, estão saborosos, mas ainda não está finalizado o processo.

O T. ajudou a colocar o preparado nos frasquinhos e depois fechou-os muito bem.

Agora estão no quentinho, cobertos com uma manta e assim passarão a noite.

Estou ansiosa pela manhã, quando já estiverem comestíveis.

E era tão bom que estivessem super saborosos e os miúdos os adorassem.

Depois era só juntar cereais e fruta fresca!

Não custa tentar, que nos dias que correm, poupava uns trocos valentes com todas as vantagens da confecção caseira!

 

 

 

publicado por susana às 21:22
link do post | comentar | favorito

A luta terminou

O Afonso é um herói e um mártir, palavras que ouvi e que subscrevo.

Uma luta desigual que este menino travou durante meses e meses a fim.

Uma dolorosa notícia.

Querido Afonso, descansa em paz.

Um abraço de luz, muito apertado, aos teus papás.

publicado por susana às 20:59
link do post | comentar | favorito

Very important

- Mãe, há uma coisa muito importante! Sabes o papel da casa de banho? Temos que guardar os rolinhos de dentro! Disse o professor de Inglês que é para fazer fantoches! 

 

Não nos podemos esquecer....

 

tags:
publicado por susana às 20:28
link do post | comentar | favorito

A teia

Quantas coisas na nossa vida não se assemelham a uma teia?

 

"Teci durante a noite a teia astuciosa

Dum Poema.

Armei o laço ao sol que há-de nascer.

Rede frágil de versos,

É nela que o meu sono se futura

Eterno e natural,

Embalado na própria sepultura.

Vens ou não vens agora astro real?

Doirar os fios desta baba impura?"

 

Miguel Torga

 

publicado por susana às 08:05
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 1 de Novembro de 2010

The sun

Poucos minutos passavam das cinco horas e trinta minutos, quando o sol
se pôs.
Rendemo-nos à sua beleza, naquela praia que é a nossa e que amamos.
O areal extenso e liso, fruto do vento amargo e forte, que o tornou
assim tão plano.
Só as gaivotas resistiam ao frio e lá estavam, de olhos postos no mar.
Outras sobrevoavam as nossas cabeças e poisavam naquela baliza que
ainda resiste na praia vazia.
O dia está mais pequeno.
A escuridão chegou mais cedo.
O frio instalou-se e as ruas ficaram desertas.
publicado por susana às 22:14
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Caminhos

. Insónias

. Saudades e pipocas

. Girassóis

. Sunset

. Exercitar a mente

. Contemplação

. Taxa de álcool no sangue!...

. Vou ou não?

. A velhice é do caraças

.arquivos

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2016

. Agosto 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds