Domingo, 6 de Março de 2011

As gaivotas

 
   Três gaivotas
   no telhado:
   Três gotas
   de água salgada
   na maresia da tarde.
   Ou antes:
   Três dálias brancas
   florindo
   no musgo verde
   das telhas.
 
   Albano martins
publicado por susana às 21:50
link do post | comentar | favorito

Polvo à lagareiro

Os jantares de sábados chegam devagar.Desprovidos de stress e ricos em brincadeiras e muita conversa que se arrasta no tempo sem tempo.

 

 

Depois de limpo, vai a cozer com uma cebola até ficar tenro.

As batatas com casca e inteiras vão a assar no forno. Quando estão quase prontas coloca-se o polvo em cima das batatas e por cima deste, os 8 dentes e alho picado. Rega-se de forma generosa com azeite e vai ao forno um pouco mais.

 

publicado por susana às 21:17
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 4 de Março de 2011

Ainda do carnaval

 

   Minha mão,

   Montada no dorso

   de uma caneta,

   Galopando no vale

   Vasto de um caderno

   Feito um Cowboy

   A laçar as palavras.

   Arrebanhando as letras

   Pelas folhas a fora

   E conduzindo-as nas linhas,

   Formando a poesia

   Na fazenda dos devaneios.

  

   Ludiro

 

publicado por susana às 22:28
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 3 de Março de 2011

Histórias deste Carnaval

Não tenho nada contra o carnaval, é certo que não acho piada a muitas partidas de Carnaval mas gosto de promover o convívio entre amigos e nada melhor que o fazer em festas restritas com muita essência e loucura. Desafio-vos para uma festa do pijama. Tem montes de piada e todos vão querer impressionar com o melhor pijama, aquele que assenta na perfeição. Na volta, vão a correr comprar um pijama novo para vestir na noite de Carnaval e é ver o pessoal à volta da mesa no seu melhor traje. Às tantas já a noite de folia vai longa e é ver-vos vestir os robes e sair à rua para tomar um cafezito. Digo-vos que não há melhor, esta é uma história de outros carnavais que vou com certeza querer repetir. Não sou avessa de todo, adoro dançar, adoro as musicas carnavalescas, os papelinhos coloridos, as cabeleiras fartas e as pinturas. 

É Carnaval, ninguém leva a mal e o divertimento é o que nos move numa noite destas, por isso os meus filhos têm toda a liberdade para criar as suas personagens e de brincar ao faz de conta. Dentro das nossas possibilidades deixamos que sejam por um dia, vá, dois ou três, aquilo que quiserem e assim poder dar largas à imaginação.

Travam lutas poderosas e salvam das trevas os amigos imaginários, conhecem castelos e viajam por este mundo fora. 

Este ano a história é diferente e contada de outra maneira, com outros personagens, igualmente divertidos. 

Era uma vez um Cowboy e uma Princesa, dois meninos que eram irmãos e muito amiguinhos. 

Uma Branca de Neve sem pele branca e imaculada. Uma Princesinha de cabelos escuros, doces e perfumados. Morena, que faz jus ao seu nome pela sua beleza e simpatia. Muito meiga, prestável e sorridente. Dona de uma voz afável que a faz cantarolar desde que se levanta até que se deita. 

Um Cowboy de cabelo claro e curto, bem diferente dos que se conhecem. Uma tez clarinha nada queimada pelo sol. Dono de um semblante perfeito, olhinhos claros, muito bem-humorado e ao contrario da maioria dos Cowboys, não tem as pernas tortas. 

Pelos caminhos da imaginação conhecem novos mundos, lugares longínquos e histórias passadas. 

No mundo do Faz de Conta as crianças reinventam e aprendem. Vivem as mais doces fantasias. 

Amanha será assim, o tempo é que não está para grandes folias, que se lembrou de dar chuva ao pessoal depois destes dias de sol. 

Estava capaz de mandar rifar o São Pedro, estava, estava.

Que sentido de oportunidade não haja dúvida!

publicado por susana às 22:09
link do post | comentar | favorito

Aromas e sabores

Artemísia aneto cebolinho
endro arruda estragão

azeda borragem beldroega
aipo coentro cerefólio

hortelã poejo e tomilho
orégão alface erva-cidreira

salsa e salva e serpão
manjerona alecrim manjericão

e tomate-cereja natural
com flores-de-gelo sálvia e sal.


Domingos da Mota

tags:
publicado por susana às 22:00
link do post | comentar | favorito

Uma quiche fantasiada de quirche

Esta menina é muito versátil, que a única coisa que exige é o ovo, que é como quem diz, aí uns 6 ovos batidos com uma pitada de sal e pimenta. Depois deixa ao critério de cada um os restantes ingredientes. Para esta, escolhi uma fantasia simples bem ao nosso gosto, composta por fiambre, cogumelos e atum. Podem optar por espinafres, pimentos, queijo, courgetes, salsichas, aproveitamentos de véspera, eu sei lá, tudo aquilo que desejarem.

 

 

 

publicado por susana às 21:23
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 2 de Março de 2011

Do que eu gostaria

  

publicado por susana às 23:05
link do post | comentar | favorito

Daquilo que não sou capaz

Os poemas dizem tudo o que eu não consigo escrever, seja pelo cansaço ou por cobardia.

As rimas escondem os meus medos e eu mascaro-me atrás das palavras que não são minhas, estrofes emprestadas que dão voz aos meus sentimentos, à minha dor.

A mim que ás vezes me custa tanto dizer o que sinto, que não encontro as palavras certas para o fazer.  O poema que em mim nasce desconcertante e morre se não o declamo.

 

tags:
publicado por susana às 22:36
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 1 de Março de 2011

Hoje de manhã saí muito cedo

Hoje de manhã saí muito cedo,
Por ter acordado ainda mais cedo
E não ter nada que quisesse fazer...

Não sabia que caminho tomar
Mas o vento soprava forte, varria para um lado,
E segui o caminho para onde o vento me soprava nas costas.

Assim tem sido sempre a minha vida, e
Assim quero que possa ser sempre --
Vou onde o vento me leva e não me
Sinto pensar.

                    Alberto Caeiro

tags:
publicado por susana às 07:16
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

.posts recentes

. 2019 a terminar!

. Caminhos

. Insónias

. Saudades e pipocas

. Girassóis

. Sunset

. Exercitar a mente

. Contemplação

. Taxa de álcool no sangue!...

. Vou ou não?

.arquivos

. Dezembro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2016

. Agosto 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub