Quinta-feira, 6 de Janeiro de 2011

Dia de Reis

As datas existem para serem comemoradas e aqui em casa gostamos de as celebrar.

Não sei se é defeito ou feitio, mas valorizo as datas, disto e daquilo e gosto de as comemorar, que muitas são marcos, que fazem parte da nossa vida, do nosso crescimento, do caminho escolhido e trilhado.

Há datas que não podem de todo ser esquecidas e da sua lembrança faz-se um brinde.

Ele é o Dia do Pai, o Dia da Mãe, o Dia dos Avós e até o Dia dos Namorados e este, por exemplo, fazemos questão de o celebrar longe dos holofotes, dos restaurantes apinhados de gente com cara de frete, da troca de presentes porque sim, dos postais e postaletes, dos peluches, das flores, que isso são babosices escusadas.

O dia dos namorados pede a nossa sala, um belo repasto, um vinho sobre a mesa e um castiçal a iluminar a nossa vida, os nossos dois filhos, as nossas velas.

O Dia da Criança, os aniversários, o dia da escritura da nossa casa, o casamento, são outras datas que não esqueço a cada ano que passa.

Um brinde pela saúde, pela alegria, pela felicidade, pela vida, pelo caminho percorrido e por quantos o escolheram caminhar connosco.

A juntar a tantos dias que faço questão de comemorar, incremento mais um na minha lista, o dia 3 de Outubro, dia em que a minha mãe ganhou uma nova vida, um novo coração.

Ontem foi véspera de Reis, os meninos cantarolaram as canções das Janeiras e a mais nova fez uma coroa.

Não houve Bolo-rei, pinhões, pão-de-ló, rabanadas, ou romã, só aletria, que tu sabes que os meninos adoram.

Disseram que estava tão boa como aquela que a avó faz, tenho as minhas dúvidas, que aletria, ninguém faz como a minha mãe, mas eles comeram com satisfação.

Eu sou assim, firme com datas, não sei, se calhar sou maluca, ainda assim sou daquelas que prefere lembrar do que esquecer e celebrar é palavra de ordem.

Não vos deixo a receita, porque fiz a olho, se calhar é por isso que não sai tão boa como a da minha mãe.

Ela também faz a olho, mas já vai com muitos anos de prática e depois, não sou tão boa cozinheira como ela, nem de longe. 

 

publicado por susana às 13:21
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Dia de Reis

.arquivos

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2016

. Agosto 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds